Banco é condenado por demora na baixa de gravame de carro

WHolz Advocacia e Consultoria

O juízo da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte manteve a condenação de um banco, que terá que indenizar um cliente em R$ 4 mil por danos morais por conta da demora injustificada na baixa do gravame de um veículo — registro feito pelo Departamento Nacional de Trânsito que restringe a transferência do bem.

A instituição financeira apresentou recurso com base no artigo 9º da Resolução nº 320, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), segundo a qual uma instituição credora deve providenciar a baixa do documento no prazo máximo de dez dias, após o cumprimento das obrigações pelo devedor.

Na decisão, os julgadores citaram precedentes do prórpio TJ-RN. Em um deles, uma apelação cível também foi mantida uma condenação, pelas mesmas razões do atual recurso, já que o gravame do automóvel tampouco foi baixado, mesmo após a quitação do contrato de financiamento.

Fonte: Conjur

Siga-nos em nossas redes sociais:

Instagram: @wholzadvocacia

Facebook: @wholzadvocacia

LinkedIn: William Holz Advocacia e Consultoria

Caso tenha alguma dúvida, estamos à disposição através dos canais de atendimento:

E-mail: williamholz@wholz.com.br

Telefone: (47) 3031-2531

WhatsApp: (47) 99984-4702

#direito #tributário #contabilidade #santacatarina #sc #joinville #guaramirim #jaraguadosul #araquari #regiaosul #noticia #empresa #empresário #imposto #contrato #divida #união #novidade #wholz #wholzadvocacia #especialização #veículo #documentação #cnh #restrição #gravame

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *